why I'm vegan: my story and motivations

vegan for health, animals and earth

It's been over 3 years since I decided to be vegetarian and 4 months since I'm vegan, the second question that people ask me about this change is always the same: why? (of course the first one is "but what do you eat?") So, besides my childhood desire to save all the animals in the world, here are the real reasons that made me choose this lifestyle.
I always had a special respect about the planet and a concern about the animals but it was in 2013 that I started to really worry about what I ate. I did some researches and I remember to watch From farm to fridge on youtube. I spent the whole week thinking about it, I even cried and couldn't sleep for a few nights. I started to talk about stop eating animals with my family, my dad didn't care, my mom said that I was grown enough to decide what to eat and my brother bet on how I couldn't stop eating meat (apparently I won the bet).

Vegan for health
A vegan diet contains more cereals, fruits, vegetables and seeds than a non-vegan diet. It is rich in fibre and vitamin C, lower in saturated fat and zero cholesterol. So less risk of heart diseases, diabetes, certain types of cancer and other diseases. I have bowel problems since my childhood and it was diagnose me gastritis and lactose intolerance when I turned 20 years old. If I felt much better when I left the meat, it was when I left all the animal products that the big change happened. My digestion started to be much more natural but still, sometimes I felt that uncomfortable stomach ache. When I realized that I felt that pain always after eating eggs or dairy products (even though 0% lactose), I decided no more animal products, because what's the point of eating something that makes you sick?

Vegan for animals
I've always had compassion for animals, from the time I used to save little birds with my dad until convinced my mom to adopt a dog that was about to die the next day. When I was 12 years old, I told my parents that I wanted to be vegan, they called me crazy and said that I couldn't because I was growing up and needed all the nutrients that only meat could give me so I believed them and waited. I grew up and I found the same nutrients in other food, what I also found was the way meat is produced, the way animals are treated and the poor conditions they live in! According to a study made by PETA, each vegan saves nearly 200 animals per year, which may not be a big difference when compared to all the non-vegan people, but still a difference! In addition, I live everyday without being part of animal cruelty and I go to sleep every night in peace, knowing that no animal had to die so I could live that day.

Vegan for Earth
I started to worry about sustainability when I watched "An inconvenient truth" from Al Gore, in school. I was only a child and I went home crying, I asked my mom why were we heating up the planet so much and so fast and how could humans be so rude? She explained to me that not everyone cares about the planet and that global warming reached a point that is difficult to do something to stop it. Years later I discover there's a lot more I can do for Earth.. Going vegan/vegetarian shrinks your ecological footprint. The amount of resources (land, food and water) it takes to produce the meat that humans eat is scandalous and I chose not to be part of that anymore. After all, this planet is all we have, is our floor, our roof, our home. Earth is what keeps us alive and what we should be keeping alive!

Whatever your lifestyle or diet, you should always respect your needs, feel comfortable with your choices and defend what you believe.

 

Faz mais de 3 anos que decidi ser vegetariana e 4 meses desde que sou vegan, a segunda pergunta que as pessoas me fazem sobre esta mudança é sempre a mesma: porquê? (claro que a primeira é "mas o que é que tu comes?"). Então, para além do meu desejo de infância de salvar todos os animais no mundo, aqui estão as razões verdadeiras que me levaram a escolher este estilo de vida.
Eu sempre tive um respeito especial pelo planeta e uma preocupação com os animais, mas foi em 2013 que comecei a realmente a preocupar-me com o que comia. Fiz algumas pesquisas e lembro-me de ter visto o From farm to fridge no youtube. Passei a semana inteira a pensar nisso, até chorei e não consegui dormir durante algumas noites. Comecei a falar sobre deixar de comer animais com a minha família, o meu pai não se importava, a minha mãe disse que eu era crescida o suficiente para decidir o que comer e o meu irmão apostou em como eu não conseguia parar de comer carne (aparentemente ganhei a aposta).

Vegan pela saúde
Uma dieta vegan contém mais cereais, frutas, legumes e sementes do que uma dieta não vegan. É rica em fibra e vitamina C, tem menos gordura saturada e zero colesterol. Portanto, menos risco de doenças cardíacas, diabetes, certos tipos de cancro e outras doenças. Eu tenho problemas intestinais desde a minha infância e foi-me diagnosticada gastrite e intolerância à lactose quando fiz 20 anos. Se me senti muito melhor quando deixei a carne, foi quando deixei todos os produtos de origem animal que a grande mudança aconteceu. A minha digestão começou a ser mais natural, mas ainda assim, às vezes sentia aquela dor de estômago desconfortável. Quando percebi que sentia essa dor sempre que comia ovos ou produtos lácteos (mesmo que 0% lactose), decidi colocar fim aos produtos animais, porque qual é o sentido de comer algo que faz me faz sentir doente?

Vegan pelos animais
Eu sempre tive compaixão pelos animais, desde o tempo em que salvava pequenos pássaros com meu pai até convencer a minha mãe a adoptar uma cadela que estava prestes a morrer no dia seguinte. Por volta dos 12 anos, disse aos meus pais que queria ser vegan, eles chamaram-me tonta e disseram que eu não podia porque estava a crescer e precisava de todos os nutrientes que só a carne me podia dar, então eu acreditei e esperei. Entretanto cresci e descobri os mesmos nutrientes noutros alimentos. O que também descobri foi a maneira como a carne é produzida, o modo como os animais são tratados e as más condições em que vivem! De acordo com um estudo feito pela PETA, cada vegan salva quase 200 animais por ano, o que pode não ser uma grande diferença quando comparado com todas as pessoas não-vegan, mas ainda assim faz diferença! Além disso, eu vivo todos os dias sem fazer parte da crueldade animal e vou dormir todas as noites em paz, sabendo que nenhum animal teve que morrer para que eu pudesse viver naquele dia.

Vegan pela Terra
Comecei a preocupar-me com a sustentabilidade quando vi "Uma verdade inconveniente" de Al Gore, na escola. Eu era apenas uma criança e fui para casa a chorar, perguntei à minha mãe porque é que estávamos a aquecer tanto o planeta e tão rápido e como é que o ser humano podia ser tão rude? Ela explicou-me que nem todos se preocupam com o planeta e que o aquecimento global atingiu um ponto em que é difícil fazer algo para o parar. Alguns anos mais tarde, descobri que há muito mais que posso fazer pela Terra. Ser vegan/vegetariano diminui a pegada ecológica. A quantidade de recursos (terra, alimento e água) necessários para produzir a carne que os seres humanos comem é escandalosa e eu escolhi não fazer mais parte disso. Afinal, este planeta é tudo o que temos, é o nosso chão, o nosso tecto, a nossa casa. A Terra é o que nos mantém vivos e o que deveríamos estar a manter vivo!

Seja qual for o teu estilo de vida ou dieta, deves sempre respeitar as tuas necessidades, sentir-te confortável com as tuas escolhas e defender aquilo em que acreditas.