why you need to get out of your comfort zone

get out of your comfort zone and explore

Our comfort zone is our natural and neutral state, a place where stress, risk and anxiety are minimal. In our comfort zone we feel secure, we know our routines and we can plan ahead according to the patterns and behaviours we are familiar with. Our comfort zone is the place we are most at home, but what happens when we are always at home? We don't develop, we don't improve, we don't change. When we leave our home and step outside of our comfort zone, we take a risk, we open up ourselves to the possibility of stress/anxiety and we are jumping into the unknown. We all need that space where we can challenge ourselves, grow and try new things so we can process the benefits we get when we leave the comfort zone.

Challenging ourselves can help us achieve our goals
We have to get out of our routines and habits to envolve in our lives and careers. Reaching new heights involves the risk of attempting something we might not succeed at but when we do, when we actually succeed, we see the results and we get movivated to do it again.

We'll be more productive
Comfort kills productivity, the ambition to do more and to learn new things. Without the feeling of anxiety and unease, we tend to do the minimum required and stay as we are.

Taking risks is what help us grow
As children, we all take risks naturally, we try to climb as high as we can and we push ourselves to do whatever we imagine. But as we get older, we learn to fear failure, we hold ourselves back and don't take that many risks. Attempting new things make us feel and experience our potential and make us grow as individuals.

It helps us boost our creativity
Seeking new experiences, learning new skills and opening our mind to new ideas inspire us and educate us. Trying new things make us reflect on our old ideas, inspire us to learn more and challenge us to see things in different ways. A positivlely uncomfortable experience help us brainstorm and face challenges with new energy.

It will become easy to push our boundaries in the future
Once we start stepping out of our comfort zone and experience good things happening, we'll become accustomed to that state of optimal anxiety, we try to avoid the routine and find new habits. Getting out of our comfort zone becomes more natural to us and it gets easier over time.

We can never forget that big jumps include big risks, so we have to do it in small steps: take our time to make decisions, do everyday things differently, reflect on our learning, trust ourselves, never lose hope and think positive!

 

A nossa zona de conforto é o nosso estado natural e neutro, um lugar onde o stress, risco e ansiedade são mínimos. Na nossa zona de conforto, sentimo-nos seguros, conhecemos as nossas rotinas e podemos fazer planos com antecedência de acordo com os padrões e comportamentos com os quais estamos familiarizados. A nossa zona de conforto é o lugar onde nos "sentimos mais em casa", mas o que acontece quando estamos sempre em casa? Não desenvolvemos, não melhoramos, não mudamos. Quando deixamos a nossa casa e damos um passo fora da nossa zona de conforto, assumimos um risco, abrimo-nos para a possibilidade de stress/ansiedade e saltamos para o desconhecido. Todos nós precisamos desse espaço onde nos podemos desafiar, crescer e experimentar coisas novas para que possamos processar os benefícios que recebemos quando deixamos a zona de conforto.

Desafiar-nos pode ajudar-nos a alcançar os nossos objetivos
Temos de sair das nossas rotinas e hábitos para nos envolvermos nas nossas vidas e carreiras. Alcançar novas alturas envolve o risco de tentar algo em que talvez não tenhamos sucesso, mas quando o fazemos, quando temos sucesso, vemos os resultados positivos e trabalhamos para o fazer novamente.

Tornamo-nos mais productivos
O conforto mata a produtividade, a ambição de fazer mais e de aprender coisas novas. Sem o sentimento de ansiedade e desconforto, tendemos a fazer o mínimo exigido e permanecer como estamos.

Arriscar é o que nos ajuda a crescer
Enquanto crianças, todos nós assumimos riscos naturalmente, tentamos escalar o mais alto que pudermos e esforçamo-nos para fazer o que imaginamos. Mas à medida que envelhecemos, aprendemos a temer o fracasso, reprimimo-nos e não assumimos muitos riscos. Tentar novas coisas faz-nos sentir e experienciar o nosso potencial e faz-nos crescer enquanto indivíduos.

Ajuda-nos a impulsionar a nossa criatividade
Procurar novas experiências, aprender novas habilidades e abrir a nossa mente para novas ideias inspira-nos e educa-nos. Tentar novas coisas faz-nos refletir sobre as nossas velhas ideias, inspira-nos a aprender mais e desafia-nos a ver as coisas de diferentes formas. Uma experiência desconfortavel positiva ajuda-nos a fazer mais brainstorm e a enfrentar desafios com uma energia nova.

Torna-se mais fácil de puxar os nossos limites no futuro
Uma vez que começamos a sair da nossa zona de conforto e a experimentar coisas boas, acostumamo-nos a esse estado de ansiedade ideal, tentamos evitar a rotina e encontramos novos hábitos. Sair da nossa zona de conforto torna-se mais natural para nós e torna-se mais fácil ao longo do tempo.

Nunca podemos esquecer que grandes saltos incluem grandes riscos, por isso temos de fazê-lo em pequenos passos: ter o nosso tempo para tomar decisões, fazer coisas diárias de formas diferentes, refletir sobre as nossas aprendizagens, confiar em nós mesmos, nunca perder a esperança e pensar positivo!