new beginnings, same principles

portrait black and white

A new year just begun and it's time for new resolutions. Everybody is allowed to dream at this time of the year, make wishes and promises, even if that's all.
I believe there's no point to make a wish if you don't have a plan to realize it, of course it is good to get that feeling but we need to do more than think positive. Actually, we need to do.
We need to start living instead of imagining how our life could be, to create and not complaining, to stop looking into ourselves and start projecting us into the world, to focus on the now and live like it's the last day, because someday it will be. I know it's easy to talk but what is the point of life if we spend days worrying about the most expensive car, the most beautiful house or the clothes that are most fashionable? None of this is ours and we possess none of it but the idea that it is ours.
But if we live our lives following the true meanings and feelings, we can drive on calmness, live on happiness and wear the most beautiful personality every single day. So I would say the best thing to do this year is to start working on ourselves, focus on our convictions, realize what has the capacity to change us and accept it, look out and understand each other.
After all, those who are afraid to leave the routine, afraid to know and try new concepts and afraid to breathe new air, die slowly. We are here to live, now is all we have, so let's make the best of it!

 

Um novo ano começou e é hora de novas resoluções. Toda a gente tem permissão para sonhar nesta época do ano, fazer desejos e promessas, mesmo que não passe disso.
Eu acredito que não faz sentido desejar se não temos um plano para realizar, é claro que é bom ter esse sentimento, mas precisamos de fazer mais do que pensar positivo. Na verdade, precisamos fazer.
Temos de começar a viver em vez de imaginar como a nossa vida poderia ser, criar e não reclamar, parar de olhar para nós mesmos e começar a projectar-nos para o mundo, focar no agora e viver como se fosse o último dia, porque um dia será mesmo. Eu sei que é fácil falar, mas qual é o sentido da vida se passamos o tempo todo a preocupar-nos com o carro mais caro, a casa mais bonita ou as roupas que estão mais na moda? Nada disto é nosso e não possuímos nada disto senão a ideia de que é nosso. Mas se vivermos as nossas vidas seguindo os verdadeiros significados e os sentimentos, podemos conduzir a calma, viver a felicidade e usar a personalidade mais bonita todos os dias.
Então eu diria que a melhor coisa a fazer este ano é começar a trabalhar em nós mesmos, manter-nos concentrados nas nossas convicções, perceber o que tem a capacidade de nos mudar e aceitá-lo, olhar à volta e entender os outros.
Afinal, aqueles que têm medo de deixar a rotina, medo de conhecer e experimentar novos conceitos emedo de respirar novos ares, morrem lentamente.
Nós estamos aqui para viver, o agora é tudo o que temos, portanto vamos fazer o melhor disso!